Inspira-nos a filosofia UBUNTU: "Eu sou porque tu és!"

O que É?

 

O TEACH How to Fish® é um Projeto Social para a Sustentabilidade criado com o objetivo de capacitar e tornar autónomas as pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade e exclusão social, através do seu próprio potencial, por forma a por fim ao ciclo de pobreza em que vivem, e à necessidade de caridade. JUNTOS pretendemos transformar a dependência de caridade em autossuficiência!
 

Na primeira fase de trabalho no THF, e sempre que se verifique essa necessidade e falta de respostas localmente, começamos por dar resposta a necessidades básicas (alimentação, habitação, furos de água e água potável, saúde, entre outros), mas sempre trabalhando em paralelo no caminho para o acesso à educação, bem como na formação e no emprego. Efetivamente sabemos que este processo é novo, desafiante e que por isso mesmo muito ambicioso, por incluir a capacitação e no caso dos adultos também a empregabilidade.

 

O Projeto teve início em Maio de 2015, após a terceira experiência internacional de voluntariado por parte da fundadora, a Susana Garrett Pinto, nesse ano em Siem Reap no Camboja, e começou com 10 famílias e cerca de 100 crianças. Atualmente trabalhamos o Projeto em Portugal e no Camboja, mas sabemos que poderemos replicar o nosso método e ter impacto em qualquer parte do mundo onde seja necessário.
Embora já tenhamos ajudado centenas de crianças e famílias indiretamente, os números para nós não são o mais importante. Importamo-nos com cada um, com cada vida. Conhecemos a história de cada pessoa ou de cada família com quem trabalhamos e sabemos os seus nomes, as suas dificuldades e as suas preciosas vitórias. 

O nosso Sonho é ver as crianças e jovens com que trabalhamos hoje serem os líderes das comunidades sustentáveis do futuro. É ver cada uma das mulheres e homens com quem trabalhamos hoje se tornarem autónomos e viverem em dignidade.

Tem por base alguns dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que foram definidos no mesmo ano, um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e alcançar o bem-estar de todos, e obviamente a Declaração Universal dos Direitos das Crianças e Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Os Princípios:

 

Através do Projeto pretendemos tornar todas as pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade e exclusão social autónomas, sempre que a sua condição física e mental permita, dando a oportunidade de desenvolverem as suas capacidades, para que deixem de estar e viver dependentes de caridade e do assistencialismo. Acreditamos que todas as pessoas têm em si o potencial necessário para se reinventarem, e que com suporte e acompanhamento, conseguiremos reverter a pobreza. 
 

Privilegiamos todas as Parcerias com Empresas, Associações e outros Projetos que tenham a mesma visão, porque acreditamos na Cooperação para o Desenvolvimento e Sucesso, na criação de sinergias que permitam troca de ideias e conhecimentos nas diversas valências, e com eficaz aproveitamento de todos os recursos disponíveis, humanos e financeiros.

Desta forma, os Princípios que regem o Projeto são, incontornavelmente, a Transparência, o Respeito pela Cultura e pela Diversidade, a Empatia, o Amor e sentido de Serviço.

A Missão:

 

Queremos ser a ponte que liga todos os mais carenciados e em situação de vulnerabilidade, e todos os demais que podem e querem ajudar mas tantas vezes não sabem como fazê-lo.
 

O Projeto tem um papel activo com as CRIANÇAS que vivem em situação de pobreza extrema e com os ADULTOS em situação de vulnerabilidade e exclusão social. 
 

Pretendemos garantir que as CRIANÇAS terão sempre acesso a alimentação saudável, educação, apoio extra escolar, cuidados básicos de higiene e saúde, e acesso a atividades desportivas, a artes e a outras áreas que façam sentido nas comunidades em que estão inseridas.

 

Mas a nossa missão é também capacitar ADULTOS através de formação, suporte e acompanhamento, assim como na procura de soluções de trabalho, quer através do apoio à procura de emprego como na criação de negócio e apoio a empreendedorismo. 

Sempre com visão de sustentabilidade. 

Os Objetivos:

 

Trabalhamos 5 Áreas: Habitação, Alimentação, Saúde, Educação ou Formação e Emprego.
Definimos estratégias a curto, médio e longo prazo de duas formas, "dando o peixe"  (assistencialismo) e "ensinando a pescar" (capacitação).

Damos primeiramente "o peixe" porque acreditamos ser um fator que embora tenha carácter provisório se torna essencial para fazer o restante caminho rumo ao principal objetivo com sucesso.

A capacitação de todos e o acompanhamento são fundamentais, para isso deverá ser estabelecido um compromisso em conjunto onde fica claro o objetivo número um da nossa cooperação: a autonomia e autossustento de todos.

Criámos vários Programas a serem trabalhados pela by THF®️, a primeira empresa 100% social em Portugal, que se baseiam num conjunto de acções que permitem num trabalho de cooperação que todos os sectores da sociedade tenham uma intervenção activa e directa na resolução sustentável de problemas sociais, relacionados principalmente com questões de formação e emprego. Em BREVE todas as novidades!

Será sempre a dar que mais receberemos!

AJUDE com...

AJUDE com...

VOLUNTARIADO

VOLUNTARIADO

DONATIVOS

DONATIVOS

EVENTOS

EVENTOS

SOLUÇÕES

SOLUÇÕES

PARCERIAS

PARCERIAS

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

IDEIAS

IDEIAS

SORRISOS

SORRISOS

Como pode ajudar?

Tudo o que fazemos é voluntariamente. Humildemente servimos quem mais precisa!

(Algum do Trabalho Desenvolvido)

Desde Maio 2015:

 

Desde que foi criado o Projeto Teach How to Fish que conseguimos melhorar o dia-a-dia de algumas crianças e jovens e das suas famílias no Camboja e em Portugal. 

O TEACH How to Fish pretende capacitar todas as crianças através da educação. No caso do Camboja, por exemplo, quando as crianças não frequentam a escola pública, normalmente, é por uma destas razões: Ou têm de trabalhar para ajudar no rendimento familiar; por não condições financeiras para se alimentarem devidamente e adquirirem  material escolar (os uniformes escolares custam cerca de 8$/cada e são obrigatórios para o acesso à escola); ou estão no ensino secundários e necessitam de pagar um valor mensal por cada uma das disciplinas extra curriculares necessárias para avançarem nos estudos. 

O Projeto ajudou inicialmente 2 jovens da aldeia com o pagamento destas mensalidades e na compra de uniformes escolares através de donativos, mas acreditamos que são soluções não sustentáveis, e que por isso nunca serão mantidas após a última fase de trabalho com as famílias, a da empregabilidade.  

Ainda o que se refere à Educação criámos em Dezembro de 2020 o Programa de Suporte à Educação, com um parceiro local, com o qual pretendemos criar a ponte necessária estre a escola pública e a família/cuidadores das crianças.
Quanto ao trabalho dos voluntários no que toca à educação pretendemos que todo o apoio seja direcionado para os  professores residentes, na metodologia e temáticas e não diretamente com as crianças, por forma a garantir a sua sustentabilidade.

O Projeto já ajudou na reabilitação de escolas, tornou também acessíveis o desporto e artes a todas as crianças mais carenciadas desta aldeia e comunidade, e encontrou parceiros que voluntariamente doaram material escolar, filtros de água ou outros materiais também de extrema importância para o bom funcionamento destes espaços, mas sobretudo para que nada faltasse a todas as crianças que têm em si o desejo e vontade de aprender. 

unnamed (2)_edited.jpg
unnamed (4).jpg
children goind to school.jpg
Nim going to school.jpg
escola
escola.JPG

O TEACH How to Fish dá suporte e acompanhamento na criação das hortas familiares e criação de animais (vacas, búfalos, galinhas ou patos, o que pretendam e seja útil), que para além de garantir alimento e sustento, respeita a vontade das famílias e necessidades, a cultura e o meio onde vivem. 
Dá naturalmente prioridade ao cultivo de vegetais e frutos que possam enriquecer a alimentação das famílias e até ajudá-las a conseguir transformar esses alimentos e a comercializá-los, como a Moringa, Batata Doce, Milho, Malaguetas, e outros que sejam importantes no país de intervenção.

Moringa.jpg
Abril 2016_ O nosso querido Abilio com S

Na última fase do Projeto com cada família, o TEACH How to Fish ajudou a encontrar soluções que melhorassem as suas condições laborais, em termos de remuneração mas também no número de horas e dias de trabalho, ou, no caso de desemprego, tal como a encontrar soluções de trabalho.

Pensamos em conjunto na solução, partilhamos vontades, sonhos e desejos, e depois abordamos juntos os possíveis cenários e intervenientes e definimos o caminho.

Em Portugal estamos a trabalhar em parceria com a
Associação Jovem Despertar e a Associação Torre Amiga para criar soluções de formação e trabalho, quer através do emprego como da criação de negócios e incentivo ao empreendedorismo. 

No Camboja já conseguimos garantir melhores condições laborais para 2 pessoas na industria hoteleira. Criámos 3 negócios para 3 famílias diferentes por forma a assegurar e aumentar o vencimento familiar ao mesmo tempo que permitimos que a família se mantenha junta na aldeia e os pais não necessitem de abandonar os filhos para procurar fora melhores condições de vida e sustento.
Criámos o negócio das pulseiras para a família do Kosal, o negócio do Chá de Moringa e Lótus para a família da Chaan e o negócio da venda ambulante para a família da Channa. 
O Projeto não comercializa nada do que é produzido por nenhuma das pessoas a quem dá apoio. Quando adquirimos algo pagamos sempre o preço que depois acabamos por cobrar quando existe alguma "encomenda", por isso 100% é sempre para quem produz. 

O Projeto também não comercializa nada que seja feito por crianças, porque conhecemos a fragilidade da situação, e como facilmente isso as coloca em risco, e as torna vulneráveis e vítimas de trabalho infantil. Nem mesmo uma pintura ou uma pulseira!

IMG_3683.jpg
IMG_9115.JPG

O Teach How to Fish reconstruiu e construiu casas, bem como casas de banho para as famílias, por forma a permitir mais segurança, privacidade, condições de saúde e higiene, mas também oferecer mais dignidade no dia a dia das crianças e dos seus familiares.

Já foram reconstruídas 3 casas e outras 5 foram feitas totalmente de raiz. Foram igualmente construídas 12 casas de banho familiares. Humildes, mas uma fonte de alegria para as famílias, que ajudam em cada etapa.
Custo médio de 100$ para o wc e 600$ para construção de uma casa (* valores para o Camboja de 2019).
Também já foram construídas pequenas pontes e melhorados acessos, bem como espaços de diversão para as crianças.

Teach How to Fish

O TEACH How to Fish angaria pontualmente donativos de material escolar (mochilas, canetas, etc), de roupa e calçado, tal como de brinquedos e de material desportivo ou de artes, preferencialmente em "segunda mão", desde que se encontre em bom estado. 

No Projeto acreditamos que todos têm em suas casas bens de que já não necessitam e em óptimo estado, e por isso não é necessário comprar a maioria das coisas. 
Como não temos uma solução de armazenamento em Portugal, ou uma solução de transporte e recepção fora do país, normalmente são os voluntários que se descolam localmente que levam tudo na sua bagagem.

Em Portugal, sempre que recolhemos bens necessários entregamos em mãos ou arranjamos soluções entre os voluntários disponíveis.